Nos pênaltis, Goiás vence o Boa e avança na Copa do Brasil

Foi com emoção! No estádio Serra Dourada, o Goiás venceu o Boa Esporte nos pênaltis por 6 a 5, depois de um empate no tempo normal em 0 a 0. O Verdão foi muito superior durante os 90 minutos, mas encontrou um Boa totalmente recuado, com uma proposta unicamente defensiva.

Nas penalidades, Marcelo Rangel voltou a mostrar sua habilidade e defendeu duas cobranças. Na oitava cobrança para cada lado, David Duarte bateu com força e garantiu a vitória e a classificação do Verdão a próxima fase da Copa do Brasil. O adversário sairá do confronto entre Coritiba e Uberlândia.

O Maior do Centro-Oeste volta novamente suas atenções ao Campeonato Goiano, no próximo sábado o Goiás irá receber o Itumbiara, às 16h, mais uma vez no Serra, pela 10ª rodada do certame estadual.  

O jogo

A proposta dos visitantes ficou clara desde os primeiros minutos, se defender com todos seus atletas e tentar explorar os contra-ataques. Com isso, em diversos momentos da primeira etapa, o Goiás colocou seus 10 jogadores de linha dentro do campo adversário.

Marcelo Rangel não teve trabalho no primeiro tempo, foi um mero expectador. Mesmo com toda a retranca do Boa, o Goiás criou algumas oportunidades, Rafinha bateu da entrada da área, a bola saiu pela linha de fundo.

Carlos Eduardo fez boa jogada da direita trazendo para o meio e foi derrubado na meia lua, Eduardo Brock cobrou com força, mas a bola desviou na defesa. Após cruzamento da direita, Lucão brigou com os zagueiros e conseguiu cabecear, Fabrício defendeu.

Segundo tempo

No intervalo o técnico Hélio dos Anjos promoveu a entrada de Maranhão na vaga de Rafinha. O Goiás voltou aceso, principalmente com as jogadas ofensivas criadas pelo setor direito, com Carlos Eduardo.

O Verdão amassou novamente o Boa Esporte em seu campo de defesa, variou entre jogadas pelas laterais e pelo centro, mas encontrou dificuldades de furar o bloqueio feito com os 11 jogadores mineiros.

Hélio processou mais duas alterações no Verdão, entraram Júnior Viçosa e Michael nos lugares de Lucão e Carlos Eduardo, respectivamente. O time esmeraldino pressionou até os minutos finais, mas o tempo normal acabou empatado em 0 a 0.

Pênaltis

Boa iniciou cobrando com Cristiano, que converteu. O primeiro esmeraldino foi Giovanni, com categoria também marcou. Rangel começou a brilhar defendendo a batida de Gabriel Pereira, na sequência Caíque Sá colocou o Verdão em vantagem, Igor Ribeiro também parou na muralha Marcelo Rangel. Brock soltou a bomba, mas a bola acabou subindo muito. Maranhão, marcou para o Goiás, enquanto Alyson e Sapé converteram para o Boa Esporte. Léo Sena, que fechou a sequência de cinco cobradores para cada lado, parou em Fabrício.

Nas cobranças alternadas, Júnior Viçosa e Jefferson balançaram as redes para o Verdão, Caíque e Amaral também marcaram para o Boa. Foi então que Lucas Hulk bateu para fora e David Duarte, com categoria marcou o gol da vitória e classificação alviverde.


Voltar