Nota oficial

O Goiás Esporte Clube repudia de forma veemente qualquer tipo de violência, dentro ou fora dos estádios, seja ela praticada por torcedores de qualquer agremiação. Tais atitudes não são aceitas pela nossa instituição, que preza pelo respeito ao adversário e pela paz dentro e fora dos estádios.

O que o Goiás busca é justamente o oposto ao que foi visto no último domingo, tanto que, justamente nesta partida, o clube realizou mais uma edição do projeto Verdão na Estrada, que tem por objetivo a interação entre o Goiás e as cidades que o Verdão visita para fazer seus jogos.

A equipe de marketing do Goiás chegou a Iporá na manhã de domingo e visitou a Casa Lar – Geração Família, que abriga crianças que viviam em situação de risco. O clube doou uma televisão de 49 polegadas, adquirida com recursos do leilão de uma camisa do Verdão.

Além disso, a instituição foi a primeira a receber a camisa em homenagem a Fernandão, que o time esmeraldino utilizou na partida contra o Iporá em memória do ídolo alviverde que completaria 40 anos no último dia 18. Assim como a Casa Lar, instituições de caridade de todas as cidades que estão representadas no Campeonato Goiano – Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Itumbiara, Rio verde e Iporá, receberão as camisas utilizadas na partida para que possam utilizar as mesmas para angariar fundos.

A instituição Casa Lar recebeu ainda material para a pintura de sua sede, as tintas foram oferecidas Leinertex, e as crianças ganharam roupas de presente da Balada Júnior, todos parceiros do Goiás. Além disso, as crianças que residem na Casa Lar foram assistiram à partida entre Iporá e Goiás no estádio Ferreirão.

É importante ressaltar que:

1) O Goiás realiza trabalhos para inclusão de seus torcedores, mas não patrocina viagens e não fornece ingressos de seus jogos à sua torcida.

2) O Goiás Esporte Clube tem lutado diuturnamente para que as famílias estejam de volta as praças esportivas, que o futebol volte a exercer um dos seus principais objetivos, que é a inclusão e a interação social.

Por isso, cenas como as que foram vistas no último domingo não são toleradas. O clube continuará promovendo ações sociais, buscando o envolvimento da sociedade com nossa instituição, pois este é o caminho para que o futebol seja o protagonista das páginas de Esporte e não as cenas de violência que nos acostumamos a ver em todas as praças esportivas do Brasil.


Voltar