Carlos Eduardo, revelação do Goiás, está sendo negociado com futebol do Egito

O Goiás Esporte Clube e seus representantes acertaram nesta sexta-feira a ida a Cairo, no Egito, para fechar negócio com o Al Ahram Pyramids FC, sobre a venda do atacante Carlos Eduardo.

 Nas redes sociais oficiais, o Pyramids já deu boas-vindas ao atacante Carlos Eduardo e se referiu a revelação esmeraldina como “um dos mais importantes jovens talentos do Brasil”.

Caso o valor da negociação seja confirmado no Egito, Carlos Eduardo vai se tornar uma das maiores vendas do Goiás na história, que já negociou em um passado recente o atacante Bruno Henrique, que foi para o Wolfsburg, da Alemanha, em 2016, e o atacante Weliton, em 2007,  negociado para o Spartak Moscou, da Rússia. Os dois foram embora na época por valores semelhantes ao de Carlos Eduardo.

O time egípcio vem se reforçando com nomes brasileiros principalmente com indicações do treinador Alberto Valentim, que deixou o comando do Botafogo e está articulando a formação do Pyramids. Valentim já levou também Keno, que estava no Palmeiras, Ribamar, ex-Atlético-PR, Arthur Caíque, que vinha defendendo a Chapecoense, e, por último, Carlos Eduardo.

A Caminhada no Alviverde

Carlos Eduardo tem 21 anos, chegou ao Goiás em 2012. Se profissionalizou em 2013 para disputar a Taça São Paulo de Futebol Júnior. Em 2015 integrou de vez o elenco principal do Goiás. Em 2016 foi o destaque do Goianão, na época renovou vínculo com Goiás até 2020. Na atual temporada foi tetracampeão goiano com o Esmeraldino, e marcou 5 gols. Em toda sua trajetória profissional no clube Carlos fez 153 partidas e marcou 29 gols. O Goiás Esporte Clube tem 75% dos direitos econômicos do jogador.

 


Voltar